Projeto Motirõ da Jataí

O Projeto Motirõ da Jataí tem por objetivo sensibilizar e desenvolver conhecimentos para a formação de agentes multiplicadores e zeladores da biodiversidade através da capacitação de agricultores familiares e grupos de pessoas associadas das APAs Capivari-Monos e Bororé-Colônia e entorno, na atividade de meliponicultura ( criação de manejo de abelhas sem ferrão), com a finalidade de proteger, intensificar, incrementar e valorizar desta forma a biodiversidade local.

Será ministrado um curso teórico e prático sobre meliponicultura e à partir do qual, os participantes na prática irão executar todo o processo produtivo em suas propriedades assistidos pela coordenação e equipe técnica do projeto. E com a formação, os agentes multiplicadores e zeladores da biodiversidade disseminarão o conhecimento obtido, para as comunidades locais das Apas e do entorno através de oficinas de sensabilização, além de contribuir em especial para o aumento da população de abelhas nativas incrementando as taxas de polinização na Mata Atlântica.

Equipe Técnica:

Leila Ramos Matajs - Coordenação executiva
Liliane Ramos Matajs - Coordenadora pedagógica
Paulo Roberto Santana Coutinho - Meliponicultor e capacitador para aulas téoricas
Bruno Cavalcante - Responsável técnico
Roberto Ramos Matajs - Facilitador das oficinas internas e externas
Ana Zilda Rodrigues Coutinho - meliponicultura e técnica de campo
Ana Paula Coutinho- assistente de campo
09 agentes multicadores e zeladores da biodiversidade

Duração do Projeto 18 meses

Metas e Atividades do Projeto Motirõ da Jataí
Metas   Atividades
Elaboração de Material didático e vídeo   Conceitos básicos gerais
     
Capacitação teórica   >Meliponicultura
>Agroecologia
>Dinâmicas
     
Capacitação prática   >Meliponicultura
>Agroecologia
>Visitas técnicas para planejamento
     
Processo produtivo   >Criação, manejo das abelhas e processamento do mel
>Cultivo no pasto apícola
     
Visitas externas   >Meliponário
     

Oficinas
  >Internas para os educadores
>Externas para a comunidade
     
Divulgação   >Feiras/Eventos

Compostagem sistema pilha aeróbica: camadas de material orgânico seco (folhas,capins,gramas etc.) e material fresco(esterco, folhas e talos de vegetais etc.). Capacitação para implantação do canteiro de húmus de minhoca. Fui utilizado esterco de cavalo curtido e matéria orgânica, após o período de decomposição resultou em substrato.E posteriormente foram colocadas as minhocas californianas para a transformação do substrato em adubo :húmus de minhoca. Pasto apícola: formado por diversidade de plantas que possuam floração adqueada para que as abelhas possam efetuar a polinização e de lá retirar o pólen e levar para as coLônias. Sementes para preparo do solo:aveia preta e amarela,crotalária,feijão de porco,nabo forrageiro e girassol. Implantação de caixas para abelhas. Inserção de colônia: abelha jataí Oficinas externas realizadas em escolas, associações, instituições e moradores das Apas Capivari-Monos e Bororé e entorno. Logo Projeto Motirõ da Jataí Oficinas externas com alunos e professores.

 

 
Projeto financiado pelo:
FEMA-SP
logo SVMA
Parceria:
Sítio Dourado

voltar página Projetos

 

 

Site elaborado por MrM - Todos Direitos Reservados.